Como serpente

A mais venenosa

Assim

De repente

Muito tinhosa

O bote prepara.

 

Vigia o perigo

Espreita do abrigo

E traiçoeiramente

Sorrateira

Ataca.

E mata.

 

Assim muito homem

Faz da vida o trabalho

Tirando até o que se come

Do semelhante

De triste semblante

Por perder a batalha.




16/06/06
 

Clique na figura
envie sua mensagem


O envio que envia rapidinho !!!
 




Desde 05.02.2005,
a sua é a visita número


Direitos autorais registrados®