Escrever para mim é uma arte
Eu quero fazer parte do negócio
Ser adepto do ócio dos prazeres
Com poderes além do imaginário
Ser um visionário ou um profeta
Que alerta para o novo amanhã
Com afã de um amante seduzido
E abduzido pelo verso de frente
Algo diferente de tudo tão igual
O marginal desse mundo tão frio.

Escrever para mim é um desafio
Atravesso o vazio além da porta
Pouco importa o destino a diante
Vou avante pela fresta dessa luz
Que traduz o soar de cada verso
Um avesso aos clamores da fama
Essa chama queima vãs vaidades
Pelas idades, ao longo do tempo
Assim invento isso como pretexto
Para o texto aparecer no prefácio.

 


 

Clique na Figura e
Envie sua Mensagem


O envio que envia rapidinho !!!






 

Desde 05.02.2005,
a sua é a visita número



Direitos Autorais Registrados ®