No princípio , eram as luzes
somente ; claras e desertas .
Depois vieram as letras ,
os escritos , os poetas .

D'outras esferas já migraram
como voltaicos no espaço ,
a esta , solenemente .
A poesia busca o prefácio .

O rio vai buscando o mar
escrevendo em seu regaço
coisas mutantes na areia .
O rio,do oceano é o prefácio.

Corre a palavra ao ouvido ,
corre Pilatos buscando a pia.
A poesia busca o prefácio ,
como o sol busca outro dia !

Minarei que chama os fiéis
ao parnaso consagrado ,
onde as fronteiras inexistem,
aonde vai longe o desagrado!

Não importa porque prefácio,
não precisa perguntar ! ! !
Pois os que de outras poetam
não poetam como os de cá !







Clique na Figura e
Envio sua Mensagem

O envio que envia rapidinho !!!






Desde 05.02.2005,
a sua é a visita número



Direitos Autorais Registrados ®