MARILENE MEES PRETTI

 


 

Quando um coração desiludido...

Procura de todo jeito...

Um motivo para manter-se nutrido...

Sentimo-lo bater no peito...

E enxergamos novos horizontes.

 

Por de trás dos verdes montes...

Entrevemos luzes brilhantes.

É o estopim que acenderá o fogo...

Manterá o coração radiante...

E fará a vida continuar no jogo.

 

Aparece alguém... O amor sonhado...

Que mesmo sem revelação...

Nos mantém acordados...

Salvando de nossa vida... A rendição.

 

Vivemos então um amor platônico...

Com o sentimento que sempre esperamos...

Nos faz tal bem... Como um tônico...

O remédio que sempre buscamos.

 

Bate novamente o coração...

Acelerado feito carro de corrida...

Enche nossa vida de emoção...

É como ter fome e achar comida.

 

Vale mais um amor assim...

Ao longe... Apenas na imaginação...

Que viver tristeza sem fim...

O peito solitário... Infeliz sem emoção.

 

 Todo o amor enche nossa vida...

O importante é sentir-se viva...

Acordar... Ter em quem pensar...

Mesmo que jamais possamos realizar.
 

 

 

18/01/04
 

 

 Clique na figura
envie sua mensagem


O envio que envia rapidinho !!!
 




Desde 05.02.2005,
a sua é a visita número


Direitos autorais registrados®