Marilene Mees Pretti

 

 

Tanto se falou sobre a PAZ...

Palavras jogadas ao vento.

Com as guerras que o mundo faz...

Levando ao mundo tormento!

 

Falarei então de outra PAZ...

Daquela que nos rodeia...

E que se olharmos para trás...

Veremos a PAZ verdadeira.

 

A PAZ que está ao acordarmos...

E sabermos para onde ir.

Ao sair para trabalharmos...

E útil na vida se sentir.

 

A PAZ que nós encontramos...

No almoço ou no jantar...

Quando à mesa nos sentamos...

Para degustar um manjar.

 

A PAZ que nos trás a consciência...

Quando não praticamos o mal.

Quando temos paciência...

Até para salvar um animal.

 

A Paz que sentimos quando cai a chuva...

Irrigando a terra seca gentilmente...

Fazendo brotar a parreira de uva...

Para nos alimentar futuramente.

 

A PAZ que também sentimos...

Quando num domingo ensolarado...

Ao longe o canto do pássaro ouvimos...

Mostrando que nosso dia não será malogrado.

 

A PAZ que nós sempre temos...

Ao encontrar a família em harmonia.

E quando com felicidade vemos...

Que todos demonstram alegria.

 

A Paz das coisas pequenas...

Que nos passam despercebidas...

Tornam nossas vidas serenas...

E oramos... Dando graças à vida.

 

A Paz de viver sem pressa...

Andar pelos verdes campos...

Com amigos ter longas conversas...

 Sobre assuntos que temos tantos.

 

E sobre a verdadeira Paz...

Eu também quero falar.

A Paz que nos vem de DEUS...

Que vem nos aliviar.

 

E sobre a PAZ de nossos pensamentos...

Fazendo nossa mente repousar...

Livre de ressentimentos...

Aberta para amar.

 

 

11/03/2005 
 


 

Clique na figura
envie sua mensagem


O envio que envia rapidinho !!!
 



Desde 05.02.2005,
a sua é a visita número


Direitos autorais registrados®

.