MARILENE MEES PRETTI


 

 

Longo foi o tempo que por ti perdi.

Muitas foram às lágrimas que eu derramei.

Pensar que muitas vezes eu quase morri!

Por te ter amado... Oh! Como te amei.

 

Graças dou a vida por me ter feito ver...

O quão cega fui ao me entregar.

Conhecendo hoje, fundo o teu ser...

Vejo quanto errei, por tanto te amar.

 

Hoje vejo o mundo com divinas cores...

E quem me fez chorar...

É que chora hoje...

Por não ter sabido me valorizar.

 

Eu não te desejo tanto sofrimento...

Como foi o meu... Tamanho do mar!

Mas quero que chores... Só por um momento...

E saibas o quanto é dolorido amar.

 

Vou seguir meu rumo...

Não mais me procure.

Toma o teu prumo...

E tuas dores cure.

 

Foi o que eu fiz...

Durante este tempo.

Hoje sou feliz...

Ao sabor do vento.

  

 

20/01/2005
 


Clique na figura
envie sua mensagem


O envio que envia rapidinho !!!
 




Desde 05.02.2005,
a sua é a visita número


Direitos autorais registrados®