Marilene Mees Pretti


Oh condor!!!
Vi quando passaste.
Por que não me levaste?
Voavas altaneiro!
Até brejeiro.
E me enganaste.
Passaste rasante... E te elevaste...
Rumo aos céus... Aos montes.
Deixaste-me aqui em baixo...
Chorando saudade...
Sentindo piedade...
Do que poderia ter sido.
Até você Condor... Só passou!!!
E na solidão me deixou
Prometeu... Não me levou.
Fico agora então...
Na contramão.
Observando teu voar suave...
Voar de ave...
Pássaro como eu queria ser.
Condor!!! Condor!!!
Jamais perderei a esperança...
De voar numa bela dança...
Contigo...
Por entre as montanhas...
De ventos uivantes...
Dos ANDES.
 



18/06/2003


Clique na figura
envie sua mensagem


O envio que envia rapidinho !!!
 




Desde 05.02.2005,
a sua é a visita número


Direitos autorais registrados®