A noite reaparece...
Entristece-me.
Apaga um dia ensolarado...
Que passou malogrado.
Procuro na bela lua cheia...
No mar repleto de sereias...
Nas infinitas estrelas brilhantes...
O teu olhar cintilante.
Vejo apenas um astro cadente...
Quase que insolente...
Desviando a atenção da gente.
O imenso céu de cor enegrecida...
Pontilhado por estrelas mil...
Tendo as nuvens pelo vento varridas...
Tornando o universo quase vil.
Mostre-me oh! Noite brilhante...
Numa estrela o olhar do meu amor.
Quero sentir fulgurante...
Seu sentimento de ardor.
Seu fulminante vigiar.
Quero sonhar esta noite...
Com seu poderoso olhar.

19.06.03

 

Clique na figura
envie sua mensagem


O envio que envia rapidinho !!!
 




Desde 05.02.2005,
a sua é a visita número


Direitos autorais registrados®